Anti lavagem de dinheiro

Anti lavagem de dinheiro

A AG Markets não tolera lavagem de dinheiro e suporta a luta contra esta atividade.

A AGM tem politicas em prática para deter pessoas de lavar dinheiro. Estas politicas incluem:

  • Assegurar que os clientes têm prova valida de identificação;
  • Manter registos de informação de identificação;
  • Determinar que os clientes não são suspeitos ou efetivos terroristas ao verificar os seus nomes em listas de suspeitos ou efetivos terroristas;
  • Informar clientes que a informação que fornecem pode ser usada para verificar a sua identidade;
  • Seguir as transações monetárias dos clientes de perto;
  • Não aceitar ordens em numerário, transações de terceiros, casas de troca ou transferências Western Union.

Lavagem de dinheiro ocorre quando fundos originários de atividades ilegais/criminais que são movidos através do Sistema financeiro de tal forma a que estes mesmos fundos aparentem vir de fontes legitimas.

A lavagem de dinheiro usualmente segue em três fases:

  • Primeiro, dinheiro ou formas equivalentes são colocados no sistema financeiro;
  • Segundo, o dinheiro é transferido ou movido para outras contas (ex.: contas de futuros) através de uma série de transações financeiras desenhadas para omitir a origem do dinheiro (ex.: executando transações com baixo ou nenhum risco financeiro ou transferindo balanços de conta para outras contas);
  • Finalmente, os fundos são reintroduzidos na economia para que os fundos apareçam como tendo vindo de fontes legitimas (ex.: contas de futuros e transferir fundos para uma conta bancária);
  • Contas de transação são um veiculo que pode ser usado para lavar fundos ilícitos ou esconder o verdadeiro dono dos fundos. Em particular, uma conta de transação pode ser usada para executar transações financeiras que ajudar a omitir a origem dos fundos. A AGM direciona levantamentos de dinheiro diretamente para a fonte original de envio, como medida preventiva;
  • As regulações internacionais contra a Lavagem de Dinheiro requerem às instituições de serviços financeiros para estarem atentos a potenciais abusos de lavagem de dinheiro que podem ocorrem numa conta de um cliente e implementar um programa de cumprimento para deter, detetar e reportar potencial atividade suspeita.

O que é lavagem de dinheiro – definição

Falar de “lavagem” de dinheiro é o mesmo que falar de “branqueamento” de capitais. É uma terminologia que está associada a uma actividade fraudulenta e ilegal que tem a ver com a economia. Ou seja, qualquer actividade económica realizada com o objectivo de transformar dinheiro sujo em dinheiro legal é o que é conhecido como “lavagem de dinheiro”. Normalmente, a origem deste capital vem de actividades ilegais que não são declaradas ao fisco.

A que chamamos lavagem de dinheiro

“Lavagem de dinheiro” é qualquer operação de aquisição, conversão, transferência ou posse de bens provenientes de actividades criminosas ou actividades que não tenham sido declaradas ao Estado. A intenção deste tipo de actividade ilegal é geralmente a evasão fiscal ou ocultar as actividades económicas realizadas. Desta forma, o produto que está a ser manuseado é completamente ilegal e, com a lavagem de dinheiro, pretende-se tornar legal, ou seja, o dinheiro “sujo” é “branqueado”.

Lavagem de dinheiro: como funciona

Existem muitas e variadas formas de lavar dinheiro hoje em dia. Mas, em geral, todos seguem estes três passos básicos para lavar dinheiro: Colocação: isto é, o activo “ilegal” ou não declarado deve ser colocado dentro do circuito financeiro. Geralmente, isso é feito através de uma actividade económica que é legal. Estratificação: outro passo é estratificar estes activos ou produtos em diferentes operações que se destinam a escondê-los da fonte criminosa. Assim, é criada uma rede complexa que é muito complicada de analisar e observar em detalhe. Normalmente, para este passo, existem contas “offshore” que visam esconder os activos. Integração: e o último passo da lavagem de dinheiro é a integração destes activos no circuito financeiro legal e oficial. Desta forma, é possível gastar este capital de forma fraudulenta, enganando o Estado.

Para questões/comentários sobre estas linhas diretivas, contacte AGM Compliance em compliance@ag-markets.com

Partners

Português