Glossário de Forex

Glossário de Forex

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

Abertura a prazo: Transação de câmbio estrangeiro envolvendo quer a aquisição ou a venda de uma moeda para liquidação de uma data futura.

Acordo a prazo: Acordo com um valor à data maior que a data de valor local.

Acordo de embalagem: Quando um número do câmbio e/ou ordens de depósito têm de ser preenchidas em simultâneo.

Acordo de igualdade a termo: Momento em que o preço de avanço é equivalente ao preço local.

Acordo Forex: Aquisição ou venda de uma moeda contra venda ou aquisição de outra moeda. O tempo máximo de um acordo é definido quando um acordo abre, o acordo pode ser fechado em qualquer momento até á data e tempo de expiração. Um acordo não pode ser fechado nos primeiros três minutos, devido a razões técnicas.

A dinheiro: Uma opção da qual o exercício/preço é igual a ou próximo do preço de mercado do instrumento subjacente.

Agregação: Quantidade total de exposição que um banco tem com um cliente tanto para contratos locais como para contratos a prazo.

Alcance: Diferença entre o preço mais elevado ou mais baixo do prazo registado durante uma dada sessão de negociação.

Á melhor: Ordem para negociar numa taxa específica ou melhor.

Análise de fundamentos: Análise baseada em fatores políticos e económicos.

Análise Técnica: Estudo do preço que reflete o fornecimento e fatores de exigência de uma moeda. Métodos comuns são bandeiras, linhas de tendência, topos, baixos, padrões e lacunas.

Ativo: No contexto de troca estrangeira é o direito de receber de uma contraparte uma quantia quer acerca de um balanço patrimonial (exemplo: empréstimos) ou numa data futura especificada acerca de um avanço inigualável ou uma negociação local.

À volta: Usado em citação mais à frente “premium/desconto”.

Back Office: Liquidação é processos relacionados.

Back to Back (Costas com costas): (1) Transação onde todas as obrigações e responsabilidades em uma transação são espelhadas numa segunda transação. (2) Transação onde um empréstimo é feito numa moeda num país contra um empréstimo feito noutro país noutra moeda.

Baixista:  Uma pessoa que acredita que os preços declinarão.

Balança comercial: Valor da subtração das exportações e importações. Invísiveis são normalmente excluídos, e é por outro lado referido como uma troca comercial mercantil ou física. Figuras podem ser citadas em clientes Fob (Forward Operating base)/ fa s (Free Alongside Ship), ou exportação FoB

Banda: O alcance em que uma moeda é permitida mover-se. Um sistema usado em ERM (Exchange Rate Mechanism, mecanismo de troca comercial de taxas).

Balança de pagamentos: Registo sistemático de transações económicas durante um dado período para um país. (1) O termo é frequentemente usado para significar: (i) balança de pagamentos em “conta corrente” ou (ii) a conta corrente mais certos movimentos de capitais a longo prazo. (2) A combinação da balança comercial, balanço corrente, conta capital e balanço invisível, que juntos decidem a balança de pagamentos total. Balanço prolongado de défices tende a levar a restrições em transferências de capital, e/ou declínio nos valores da moeda.

Balanço corrente: O valor de todas as exportações (bens +serviços) menos todas as importações de um páis ao longo de um período de tempo específico igual á soma do comércio e balanços invisíveis e receitas em rede de juros, lucros e dividendos de fora.

Base: A diferença entre o preço capital e o preço futuro.

Big Figure: Refere-se normalmente aos primeiros três dígitos de um taxa de câmbio que os negociantes tratam como entendida ao cotar. Por exemplo uma cota de 30/40 em dólares poderia indicar um preço de 1.5530/40BIS: Banco de Acordos Internacional.

Boris: Gíria para o comércio russo.

Bretton Woods: Local da conferência que em 1944 levou ao estabelecimento do sistema de trocas comerciais estrangeiras do pós-guerra que permaneceram até ao inicio dos anos 70. A conferência resultou na formação do FMI (Fundo Monetário Internacional). O sistema fixou moedas num sistema de taxa de câmbio com flutuações de 1% da moeda para ouro ou o dólar.

BUBA: Bundesbank (banco da nação), reserva bancária da Alemanha.

Bulldogs: Limites esterlinos emitidos no Reino Unido por instituições estrangeiras.

Bundesbank: Banco Central Alemão.

Cabaz: Um grupo de moedas normalmente usadas para gerir a taxa de câmbio de uma moeda. Por vezes referida como uma unidade de conta.

Cabaz de moedas: Vários pesos de outras moedas agrupadas em conjunto em relação ao cabaz de moedas (por exemplo ECU ou SDR- special drawing right). Por vezes usada pelas moedas para fixar a sua taxa num cabaz comercial já pesado.

Cabo: Termo usado no mercado de câmbio estrangeiro para a taxa do Dólar americano/Libra Britânica.

Câmbio estrangeiro: Aquisição ou venda de uma moeda contra venda ou aquisição de outra.

Cartista: Indíviduo que estuda gráficos e cartas de dados históricos para descobrir tendências e prever reversões das mesmas que inclui a observação de certos padrões e características das cartas para derivar níveis de resistência, padrões de cabeça e ombros, e duplo fundo ou duplo topo que são pensados para indicar reversões de tendência.

Cash and Carry: Compra de um ativo hoje e venda de um contrato a prazo no ativo. O reverso de cash and carry é possível através da venda de um ativo e comprando a prazo.

CBOE: Chicago Board Options Exchange (Opções de intercâmbio de tabuleiro de Chicago).

CBOT or CBT: Chicago Board of Trade (Tabuleiro do comércio de Chicago).

Central bancária: Uma central bancária providencia serviços bancários para um governo de um dado país e bancos comerciais. Implementa a política monetária do governo, bem como, através da mudança de taxas de juro.

Certificate of Deposit (CD): Certificado negociável no portador emitido por um banco comercial como evidência de um depósito com aquele banco que afirma o valor, a taxa de maturidade, e a taxa de juro pagável. Os certificados de depósito variam em tamanho com maturidades alcançadas a partir de algumas semanas para vários anos. Podem normalmente ser redimidos antes da maturidade só pela venda no mercado secundário mas podem também ser redimidos de volta para o banco emissor através do pagamento de uma penalidades.

CFTC: (Comissão Comercial de operações a prazo com comodidade) – The Commodity Futures Trading Commission), agência reguladora federal para operações comercializadas em mercados de comodidade, incluindo operações financeiras.

Chamada: Opção que oferece ao portador o direito de comprar o instrumento subjacente num preço especificado durante um período fixado.

CHAPS: (Sistema de Câmara de Compensação Automatizado) Clearing House Automated Payment System.

CHIPS: O sistema de câmara de compensação de Nova Iorque (Sistema de pagamento interbancário por câmara de compensação). A maioria das transações em euros são apuradas e liquidadas através deste sistema.

CIBOR: Copenhagen Interbank Rate, Taxa Interbancária de Copenhaga, a taxa em que os bancos emprestam a coroa dinamarquesa numa base não assegurada. A taxa é calculada diariamente pelo Danmarks National Bank (Banco Nacional Dinamarquês) (o banco central dinamarquês), baseados em regras estabelecidas pela Associação de Banqueiros Dinamarqueses.

Ciclo: O conjunto de datas de expiração aplicáveis às diferentes classes da opção.

Clarificação Bilateral: Um sistema usado onde a moeda estrangeira é limitada. Os pagamentos são usualmente indicados ao longo das centrais bancárias, e por vezes requerem que a balança comercial seja igualada todos os anos.

Classe Opção: Todas as opções do mesmo tipo-de chamada ou de colocação- listada no mesmo instrumento subjacente.

Colocação chamada paridade: Relação de equilíbrio entre prémios de opções de colocação e chamada do mesmo exercício e expiração.

CME: Câmbio Mercantil de Chicago Chicago Mercantile Exchange.

Cobertura: (1) Retirar um contrato de câmbio a prazo. (2) Fechar uma posição curta por comprar moeda ou títulos que foram vendidos.

Cobrança de transporte de carga: Cobrança financeira associada ao armazamento de comodidades (ou contratos de câmbio estrangeiros) de uma entrega para outra.

Comércio cruzado: Uma transação de comércio cruzado é uma transação onde o comprador corretor e o vendedor corretor são os mesmos, ou o corretor comprador e o vendedor corretor, pertencem à mesma firma.

Comissão: Custo que um corretor pode cobrar aos clientes para negociar a seu favor.

Confirmação: Memorando para a outra parte descrevendo todos os detalhes relevantes da transação.

Conduções e atrasos: Efeito nas negociações de pagamentos estrangeiros de uma antecipada mudança na taxa de câmbio, normalmente uma desvalorização. Os importadores aceleram o pagamento para as importações e os exportadores atrasam-se a receber o pagamento das exportações.

Conta Capital: Justaposição das importações e exportações de curto e longo prazo de um país.

Conta Corrente: Balanço em rede de um pagamento internacional de um país resultante do conjunto das exportações e importações com transferências unilaterais tais como subsídios e remessas dos migrantes. Exclui fluxos de capital.

Conta de liquidações oficiais: Medida de balanço de pagamentos dos Estados Unidos baseada no movimento de dólares em holdings oficiais estrangeiras e reservas dos Estados Unidos. Também referida como conta de transação de reserva.

Conta Nostro: Moeda estrangeira mantida dentro de outro banco. A conta é usada para receber e pagar ativos de moeda e responsabilidades denominadas na moeda do país em que o banco é residente.

Conta Vostra: Conta de moeda local mantida com um banco por outro banco. O termo é normalmente aplicado à conta da contraparte a partir da qual os fundos podem ser pagos ou levantados, como resultado da transação.

Contraparte: Cliente ou banco com que um negócio de câmbio estrangeiro é executado.

Contrato: Acordo para comprar ou vender uma quantia específica de uma moeda particular ou opção para um mês especificado a prazo (Ver contratos a prazo).

Contrato A prazo: Por vezes usado como sinónimo de “acordo avançado” ou “a prazo”. Mais especificamente para agendamentos com o mesmo efeito como um acordo avançado entre um banco e um cliente.

Contratos futuros: Um contrato negociado num futuro que requer a entrega de uma especificada qualidade e quantidade de uma comodidade, moeda ou instrumentos financeiros um especifico futuro mês, se não liquidados antes da maturação do contrato.

Contratos negociados num câmbio futuro: Acordos firmes para entregar (ou aceitar a entrega de) uma estandardizada quantia de algo numa certa a um preço predeterminado. Futures existem em moedas, mercado de depósitos de dinheiro, obrigações, ações e comodidades. São negociados num intercâmbio entre uma corporação de compensação garantindo o contrato e além do mais o negócio é feito numa marca para a base do mercado.

Convergência de base: O processo por onde a base tende em direção a zero como a expiração do contrato se aproxima.

Correção Técnica: Ajustamento ao preço não baseado no sentimento de mercado mas fatores técnicos como volume e gráficos.

Correspondente Bancário: Representante de um banco estrangeiro que regularmente realiza serviços para um banco que não tem filial no centro relevante, por exemplo para facilitar a transferência de fundos. Nos Estados Unidos esta situação é frequente domesticamente devido as restrições bancárias entre estados.

Corretor: Um agente que executa ordens para comprar ou vender moedas e instrumentos relacionados ou por uma comissão ou sobre spread. Corretores são agentes a trabalhar sobre comissão e não diretores ou agentes a trabalhar por conta própria. No mercado de câmbio estrangeiro, os corretores do mercado tendem a agir como intermediários entre bancos que trazem compradores e vendedores em conjunto por uma comissão paga pelo iniciador ou por ambas as partes. Existem quatro ou cinco corretores maiores globais a operar ao longo de afiliadas subsidiárias e parceiros em vários países.

Cota: Preço indicativo. O preço cotado para propósitos informativos mas não para negociar.

Cotação direta: Cotagem em unidades fixas de moeda estrangeira contra quantias variáveis da moeda doméstica.

CPI:(Indice dos preços do consumidor, custo de vida) Consumer Price Index. Medida mensal da mudança nos preços de um definido cabaz de bens de consumo incluindo comida, roupa e transporte. Os países variam a sua abordagem quanto a rendas e hipotecas.

CPSS: Comité no Pagamento e Liquidação de sistemas. Committee on Payment and Settlement Systems.

Criação de mercado: Um negociador cria um mercado ao cotar preços de oferta e de procura em que ele se apresenta preparado para comprar e vender.

Cupão: (1) Em ações do portador, a parte destacável do status do candidato escondido no verso. Certificado permutável por dividendos.(2) Denota a taxa de juro num juro de título fixado.

Cupão de obrigação zero: Uma obrigação que não paga juros. A obrigação é inicialmente oferecida com desconto para o seu valor de resgate.

Curta: Uma posição de mercado onde o cliente vendeu uma moeda da qual já não é dono. Usualmente expressa em termos de moeda de base.

Curva de rendimentos: O gráfico que mostra mudanças no rendimento de instrumentos dependendo do tempo para a maturidade. Um sistema originalmente desenvolvido no mercado de obrigações é agora largamente aplicado a várias operações financeiras a prazo. Uma curva inclinada positiva tem taxas de juros mais baixas em maturidades mais curtas e mais elevads em maturidades mais longas. Uma curva de inclinação negativa tem taxas de juro mais elevadas em maturidades mais curtas.

Custo de transporte: A paridade da taxa de juro, onde o preço a prazo é determinado pelo custo de empréstimos de dinheiro para agarrar a posição.

Data da Entrega: Data da maturidade do contrato, onde a liquidação final da transação é feita pela permuta de moedas. Esta data é mais comummente conhecida por data de validade.

Data de expiração: (1) Opções – a última data depois da qual a opção não pode ser exercida. (2) Obrigações – a data na qual uma obrigação amadurece

Data de expiração do contrato: A data na qual uma moeda deve ser entregue para preencher os termos do contrato. Para opções, o último dia em que o portador da opção pode exercer o direito de comprar ou vender o instrumento subjacente ou moeda.

Data da Declaração: Último dia ou hora que o comprador de uma opção deve intimar o vender a sua vontade ou não de exercer a opção.

Data de liquidação: Dia da negociação especificado para a entrega de moedas compradas e vendidas sob contrato forex.

Data da negociação: Data acordada para uma transação. | A data em que um acordo ocorre.

Data da transação: Data em que um negócio ocorre.

Data de validade: Última data na qual uma opção pode ser comprada ou vendida. | Última data na qual o portador de uma opção pode exercer o seu direito de comprar ou vender o título subjacente. | Para contratos de câmbio é o dia em que duas partes contratantes trocam as moedas que estão a ser compradas ou vendidas. Para uma transação local são dois dias úteis bancários avanço no país do banco que fornece as cotações que determinam a data de valor local.

Défice: Défice na balança comercial, balança de pagamentos, ou orçamentos do governo.

Delta: Rácio comparativa da mudança do preço do ativo subjacento para a mudança correspondente no preço de uma derivativa. Também como rácio de cobertura.

Delta Hedging: Método usado por escritores de opção para limitar o risco de exposição de opções escritas por aquisição ou venda dos intrumentos subjacentes em proporção à delta.

Delta Spread: Relação do spread das opções estabelecidas como uma posição neutra usando os deltas das opções respeitantes para determinar a rácio de cobertura.

Derivativas: Um termo lato relativo aos instrumento de riscos de gestão tais como prazos, opções, swaps, etc. O valor do contrato se move em relação ao instrumento subjacente ou moeda. O problema das derivativas e o seu controlo seguindo largas perdas por bancos e corporações foi sujeito a muito debate.

Desconto: Menos que o preço local. Por exemplo, desconto posterior.

Desemprego estrutural: Níveis de desemprego inerentes a uma estrutura económica.

Desvalorização: Ajustamento deliberado para baixo de uma moeda contra as suas paridades fixas ou bandas que é normalmente acompanhada por anúncio formal.

Desk: Termo que se refere a um grupo que negoceia com uma moeda ou moedas específicas.

Detalhes: Toda a informação requerida para finalizar uma transação de câmbio estrangeiro, ou seja, nome, taxa, datas e ponto de entrega.

Dia de negociação: Acordo de câmbio de moeda que se renova automaticamente todas as noites às 22:00 (fuso horário GMT) começando no dia em que o acordo foi feito até terminar. O acordo termina num doos seguintes acontecimentos: 1. Terminação iniciada por si. 2. O dia que a taxa de negociação alcançou a paragem de perda ou o auferir de lucros que predefiniu. 3. A data do acordo chegou ao fim

Dia de trabalho: Dia em que os bancos num principal centro financeiro estão abertos para o negócios. Para transações forex, um dia de trabalho só ocorre se o banco em ambas (todos os centros monetários relevantes no caso de ser em cruz) estão abertos.

Dinheiro por Atacado: Dinheiro emprestado em largas quantias de bancos e instituições ao invés de ser a partir de pequenos investidores.

Diretor: Negociante que compra ou vende ações por sua conta.

ECU – European Currency Unit: Unidade monetária europeia. Moedas dos estados membros. Como uma unidade composta, a ECU consiste em todas as moedas da comunidade europeia, que são individualmente pesadas. Foi criada pelo Sistema Monetário Europeu com o eventual objetivo de substituir as moedas individuais dos estados membros.

EFT: Electronic Fund Transfer (Transferência eletrónica de fundos).

EMS: European Monetary System (Sistema Monetário Europeu).

EMU: European Monetary Union (União Monetária Europeia).

Encerramento da transação de compra: Compra de uma opção idêntica a uma já vendida para liquidar uma posição.

Entrega: Acordo de uma transação por recibo ou encarregado de um instrumento financeiro ou moeda.

Especulação: Tipo de troca comercial livre de risco onde o mesmo instrumento é simultaneamente comprado e vendido em dois mercados diferentes para cobrar a diferença nestes mesmos mercados.

Estagflação: Recessão ou baixo crescimento em conjunção com taxas de inflação elevadas. Firma dos Estados Unidos que avalia a saúde financeira dos mutuários. A firma também gerou certos índices de stock, por exemplo, isto é S&P 500.

Esterilização: Actividade no banco central no mercado do dinheiro doméstico para reduzir o impacto no fornecimento de dinheiro das atividades no mercado forex.

Esterlina: Libra britânica, de outra maneira conhecida como cabo.

EOE: European Options Exchange (Câmbio de Opções Europeias).

Epsilon: Mudança no preço de uma opção associada a 1% de mudança da volatibilidade implicada (tecnicamente a primeira derivativa do preço da opção com respeito à volatibilidade). Também referido como eta, vega, omega e kappa.

ERM: Exchange Rate Mechanism (Mecanismo de taxa de câmbio).

Escritor: Vendedor de uma posição. Também conhecido como concessor do negócio. “Writing a currency” escrever uma moeda, é vendê-la.

Euro Clear: Sistema computadorizado de liquidação e depósito para entrega, pagamento e custódia segura para Eurobonds.

Exotica: Moeda menos amplamente comercializada.

Exposição: Quantia total de dinheiro emprestada para um mutuário ou um país. Bancos estabelecem regras para prevenir superexposição para qualquer único mutuário. Em operações comerciais, é o potencial para gerir um lucro ou perda a partir de flutuações de preços de mercado.

Exposição económica: Relfete o impacto das mudanças do câmbio estrangeiro numa posição competitiva futura de uma empresa no sentido do impacto que pode ter nos seus fluxos de capital futuros.

Fed: Reserva Federal dos Estados Unidos. Filiação do Depósito federal da Corporação é obrigatória para os membros da reserva federal. A corporação teve envolvimento profundo na crise da poupança e dos empréstimos do final dos anos 80.

FEDAI: Foreign Exchange Dealers Association of India- Associação de negociantes de câmbio estrangeiro da Índia- é uma associação de todos os negociantes em câmbio estrangeiro que estabelece as regras de base para a fixação de comissões e outros encargos e também determina as regras e regulações relativas às transições do dia a dia em câmbio estrangeiro na Índia.

Federação Nacional da Associação de Hipotecas: Corporação privada mas patrocinada pelo governo americano que comercializa em hipotecas residenciais. As suas atividades são fundadas pela venda de instrumentos comummente conhecidos como Fannie Maes.

Fixação: Método de determinação de taxas por normalmente encontrar uma taxa que equilibra compradores para vendedores. Tal processo ocorre uma ou duas vezes diária a horários definidos. Usado por algumas moedas particularmente para estabelecer taxas turísticas. O sistema é também usado no mercado de barras de ouro de Londres. | Um sistema de taxa de câmbio onde a taxa de câmbio de um país é fixada em relação a outra moeda. A taxa oficial pode ser mudada de tempos a tempos.

Flat / Quadrado: Onde um cliente não comercializou nessa moeda ou onde um acordo anteriormente feito é revertido assim criando uma posição neutra (flat). Exemplo: Comprou $500,000 então vendidos $500,000=FLAT.

Flutuação controlada: Momento em que as autoridades monetárias intervém regularmente no mercado para estabilizar as taxas ou para puxar a taxa de câmbio para uma requerida direcção. Também chamada flutuação suja.

Flutuar: (1) ver Taxa de Câmbio Flutuante (2) Dinheiro em mão ou no curso de ser transferido entre bancos (3) O flutuar da reserva federal surge a partir do sistema onde os cheques enviados para as reservas bancárias federais são por vezes creditas em avanço do banco depositante a perder a reserva.

FOMC: Federal Open Market Committee- Comité do mercado aberto federal- O comité que estabelece metas de oferta de moeda nos Estados Unidos que tendem a ser implementados através de taxas de juro do fundo federal.

Forex: abreviatura de foreign Exchange, câmbio forex.

Fornecimento de capital: Quantia de dinheiro na economia que pode ser medida num número de formas.

Front Office: Atividades trazidas pelo negociante, actividades normais comerciais.

Fundamentos: Fatores macro económicos que são aceites como formadores da base para o valor relativo da moeda, estes incluem inflação, crescimento, balança comercial, défice do governo e taxas de juro.

Fundo mútuo: Companhia de investimentos sem data de volta marcada. Equivalente a unidade de confiança.

Fundos: Um termo para USD/CAD. Instrumentos que são equivalentes, intermutáveis em lei. Podem aplicar a certas contratos de câmbio de moeda comercializado, oferecido num número de intercâmbios.

Fundos federais: Balanços de capital suportados pelos bancos com sua reserva federal local. A transação normal com estes fundos é uma venda interbancária de um depósito de fundo federal para um dia útil. Negócios diretos são onde os fundos são comercializados durante a noite numa base não titular.

FX: Câmbio Estrangeiro Foreign Exchange.

G10: G7 mais Bélgica, Países Baixos e Suécia, um grupo associado a discussões do FMI. Suíça está por vezes perifericamente envolvida.

G5: Cinco países industrializados na liderança – EUA, Alemanha, Japão, França, Reino Unido.

G7: Sete países industrializados na liderança a saber EUA, Alemanha, Japão, França, Reino Unido, Canadá, Itália.

Gestão de risco: Identificação e aceitação ou compensação dos riscos ameaçando os lucros ou a existência de uma organização. No que toca ao câmbio estrangeiro, entre outras, consideração de mercado, soberano, país, transferência, entrega, crédito e risco de contraparte.

Hedge cruzado: Técnica usando financeiros para limitar diferentes mas relacionados instrumentos de dinheiro baseados na visão que os movimentos de preço são em conformidade.

Indicador coincidente: Indicador económico que geralmento se move em linha com o ciclo de negócios geral tal como a produção industrial.

Índice de custo de vida: Largamente equivalente ao Indice de Preço de Retalho.

Indicador Económico: Estatística que indica as taxas de crescimento económico correntes e tendência com as vendas a retalho e a empregabilidade. Taxa de câmbio efetiva: Tentativa de sumariar os efeitos de uma balança comercial de um país das suas mudanças de moeda contra outras moedas.

Indíce de preço de retalho: Medida da mudança mensal no nível médio de preços no retalho, normalmente de um grupo definido de bens.

Indice de Preço por atacado: Mede mudanças nos preços de manufaturação e no setor de distribuição da economia e tende a levar o índice de preço do consumidor por 60 ou 90 dias. O índice é frequentemente cotado separadamente para comida e produtos industriais.

Indices de preços de produtor: Ver índices de preços por atacado.

Lançamento: Registo de uma transação por fora de um dado país onde a transação é em si negociada.

Lay Off: Trazer uma transação para o mercado para compensar uma transação anterior e retorno para uma posição quadrado.

Limite durante a noite: Posição longa ou curta em rede em uma ou mais moedas que um negociante pode transferir dentro do próximo dia de negociação. Passando a reserva para outras salas de negociação no próximo fuso horário de negociação reduz a necessidade de negociantes para manter estas exposição não monitorizadas.

Limite de conversabilidade: Quando residentes de um país estão proibidos de comprar outras moedas ainda que não residentes podem ser completamente livres de comprar ou vender a moeda nacional e os investidores estrangeiros institucionais também têm a liberdade de comprar e vender ações na bolsa de valores desse país.

Limite inferior: (1) Acordo com uma contraparte que estabelece um limite mais baixo para as taxas de juro para o comprador para um dado tempo. (2) Termo para uma área de comércio de câmbio (ver comércio baseado em ecrã), normalmente o a área de comércio é referido como uma cova nas comodidades e futuros mercados.

Linha bancária: Linha de crédito garantida por um banco, também conhecida por “linha”.

Liquidação: Verdadeira troca física de uma moeda por outra. | Qualquer transação que compensa ou fecha uma posição previamente estabelecida.

Liquidação em dinheiro: Procedimento para liquidar contratos de operações a prazo onde a diferença de dinheiro entre a operação a prazo e o preço de mercado é pago em vez da entrega física.

Liquidez: Habilidade do mercado de aceitar grandes transações sem ter algum impacto maior nas taxas de juro.

Local: (1) A transação comercial de câmbio estrangeiro mais comum. (2) Local refere-se à compra e venda da moeda onde a data de liquidação avança dois dias úteis.

Longa: Posição de mercado onde o cliente comprou uma moeda que previamente não tinha na sua posse. Por exemplo: Dólares longos.

M0: Capital em circulação. Só usado em Inglaterra.

M1: Dinheiro em circulação mais depósitos à vista em bancos comerciais. Há variações entre as definições precisas usadas pelas autoridades financeiras nacionais.

M2: Inclui depósitos à vista, depósitos a prazo e fundos mútuos do mercado monetário excluindo grandes certificados de depósito.

M3: No Reino Unido é M1+ depósitos a prazo no setor público e privado mantido pelo setor público.

M4: Nos Estados Unidos é M2 mais certificados de depósito negociáveis.

Margem: Colateral que o portador de uma posição, títulos, opções, Forex ou contratos a prazo, tem de depositar para cobrir o risco de crédito da sua contraparte. Outras definições para a margem, usados em outras áreas são: (1) Diferença entre a compra e venda de taxas, também usada para indicar o desconto ou prémio entre o local e o avançado. (2) Para opções, a soma requerida como colateral do escritor de uma opção. (3) Para operações a prazo, um depósito feito para a câmara de compensação no estabelecimento de uma conta de uma posição a prazo. (4) A reserva de percentagem requerida pela reserva federal de Estados Unidos para fazer uma transação inicial a crédito.

Margem de chamada: Pedido para fundos adicionais para cobrir posições.

Margem de variação: Fundos requeridos para serem depositados por um cliente quando um movimento de preço causou a queda de fundos abaixo da percentagem estipulado do valor do contrato.

Mark–To–Market: Lucros e/ou prejuízos são avaliados no fim da sessão de acordo com os preços finais do título e a conta é “marked to the market” diariamente. O interveninente será chamado a fazer o melhor para as perdas se houver um movimento adverso nos preços e isso pode reservar os lucros caso haja um movimento favorável nos preços.

Maturidade: Data para a liquidação da transação que é decidida no momento de entrar no contrato.

Mercado em Alta: Um mercado caraterizado por preços em subida.

Mercado em baixa: Um mercado em que os preços declinam afiadamente contra um pano de fundo de um pessimismo muito difundido.

Mercado Estável: Um mercado ativo que pode absorve grandes vendas ou aquisições de moeda sem ter algum impacto de maior nas taxas de juro.

Mercado Igualado: No euro mercado de depósitos interbancários onde as taxas de licitação e de oferta por um período particular são as mesmas.

Mercado Rápido: Movimento Rápido num mercado causado por forte interesse por parte dos compradores e/ou vendedores. Em tais circunstâncias níveis de preços podem ser omitidos e licitados e quotas de ofertas podem ocorrer muito rapidamente para ser totalmente reportados.

Mês de contrato: O mês em que um contrato a prazo amadurece ou se torna capaz de ser entregue se não liquidado ou comercializado antes da data especificada.

Mês de expiração: Mês em que uma opção expira.

MITI: Ministério Japonês do Comércio Internacional e Indústria.

Moeda: Tipo de dinheiro usado por um país. Pode ser comercializada por outras moedas no mercado de câmbio estrangeiro, portanto cada moeda tem um valor relativo a outro.

Moeda base: A moeda em que os resultados operacionais do banco ou instituição são reportados.

Moeda pernitida: Significa uma moeda estrangeira que é livremente convertível isto é uma moeda que é permitida pelas regras e regulamentações do país respeitante para ser convertido em maiores reservas de moeda e para as quais um mercado bastante ativo e líquido existe para negociar contra as moedas maiores.

Moeda de reserva: Uma moeda mantida por um banco central numa base permanente como armazenamento da liquidez internacional, estas são normalmente o dólar, o marco alemão e a libra estrelina.

Modelo de Black-Scholes: Uma opção ao preço da fórmula inicialmente derivada por Fisher Black e Myron Scholes, para opções de segurança e mais tarde refinadas por Black para opções em futuros. É largamente usado em mercados de moeda.

Mutual fund: An open-end investment company. Equivalent to unit trust.

Negociante: Indíviduo ou forma agindo como diretor, ao invés de um agente, na compra e/ou venda de títulos. Negociantes comercializam por sua conta e risco em contraste com os corretores que comercializam só a favor dos seus clientes.

Negócio Cruzado: Um negócio de câmbio estrangeiro envolvendo duas moedas, em que nenhuma das quais é a moeda base.

Negócio em aberto: Negócio em avanço que não é parte de uma operação swap.

Níquel: Termo dos Estados Unidos para cinco pontos de base.

Níveis de suporte: Nível de preço em que a compra é esperada tomar lugar.

No melhor: Instrução dada ao negociante para comprar ou vender na melhor taxa que está correntemente disponível no mercado.

Nota: Instrumento financeiro consistindo numa promessa de pagar ao invés de uma ordem para pagar um certificado de dívida.

Notas bancárias: Notas bancárias são emitidas em papel pela central ou banco e têm validade legal, mas não são usualmente considerada para ser parte de um mercado Forex. Contudo, podem ser convertidas, nalgumas localidades, em Forex. Notas bancárias são normalmente marcadas com um determinado preço num premium para a taxa corrente local por uma moeda.

Numerário: Normalmente refere-se a um câmbio de transação contratado para liquidação no dia que o acordo é exercido. Este termo é principalmente usado nos mercados norte americanos e estes países que dependem de serviços de câmbio estrangeiro nestes mercados devido às preferências de fuso horário, isto é América Latina. Na Europa e na Ásia, transações de dinheiro são frequentemente referida como ofertas de valor do mesmo dia.

Oferta: Taxa em que um negociador está disposto a vender a moeda base.

Off-Shore: Operações de uma instituição financeira que apesar de fisicamente localizado num país, tem pequena conexão com aqueles sistemas financeiros do país. Em certos país, não é permitido a um banco fazer negócios no mercado doméstico mas só com outros bancos estrangeiros. Tal é conhecido como uma unidade bancária offshore.

Old Lady: old lady de Threadneedle Street, um termo para o banco de Inglaterra.

One cancels Other Order: Onde a execução de uma ordem automaticamente cancela uma ordem anterior também referida como OCO (uma cancela a outra).

Opção: Um contrato conferindo o direito mas não a obrigação para comprar (chamar) ou para vender (colocar) uma quantia específica de um instrumento num preço especificado dentro de um período de tempo predeterminado.

Opção Composta: Uma opção numa opção, as datas e o preço de tal a serem fixados.

Opção de chamada: Opção que confere o direito mas não a obrigação de comprar acções da bolsa de valores, ações ou operações a prazo num preço especificado.

Opção de colocação: Uma opção de colocação confere o direito mas não a obrigação de vender moedas, instrumentos e prazos na opção do preço de exercício dentro de um predeterminado período de tempo.

Opção de taxa média: Um contrato onde o preço de exercício é baseado na diferença entre o preço de exercício e a taxa média local durante o período de contrato. Por vezes chamado “Opção Asiática”.

Opções binárias: Uma “chamada” binária (ou “avanço”) é como uma opção padrão de chamada Europeia à excepção que o pagador fora de prazo é fixado como uma unidade da contra moeda, se a chamada expira no dinheiro.

Opções em série: Todas as opções da mesma classe a ter o mesmo preço de exercício e data de expiração.

Ordem base não realizada: Uma ordem por onde o preço pode negociar-se através de ou melhor que o nível desejado do cliente, mas o principio não é mantido responsável, se a ordem não é executada.

Ordem de execução: Ordem que deve ser executada no nível requisitado independentemente das condições de mercado.

Ordem do dia: Ordem que se não é executada na dta específica é automaticamente cancelada.

Ordem limite- Dia Reservado para Acordo Comercial: Ordem para realizar um dia de acordo de comércio numa taxa pré-definida pelo cliente, quando e se tal taxa sobe num momento real de mercado. A taxa limite é superior à taxa existente no momento da reserva. A ordem de reserva dura por um período definido por um cliente, e está associado pelos colaterais necessários para facilitar o potencial Dia de Acordo Comercial, quando e se ativado, sob os termos pré-definidos.

Opção Americana: Opção que pode ser exercida em qualquer dia útil ao longo da vida da opção.

Opção de barreira: Uma família de caminhos opcionais dependente das quais o parceiro pagador e a sobrevivência à data de expiração depende não só do preço final da responsabilidade da moeda mas também, de qualquer forma quebra um preço de um nível predeterminado a qualquer momento durante a vida da opção. Ver Queda e Fora chamada/venda Queda e em chamada/venda, Subida, e for chamada/venda, Subida e em chamada/venda.

Operações de mercado aberto: Operações de centrais bancárias nos mercados para influenciar taxas de câmbio e de juro.

Out-of-the-Money: Uma opção de colocação está out-of-the-money se o preço de exercício está abaixo do preço do instrumento subjacente. Uma opção de chamada está out-of-the Money se o preço de exercício é mais elevado que o preço do instrumento subjacente.

Over The Counter (OTC) (em aberto): Um mercado conduzido diretamente entre negociantes e diretores via telefone ou por network de computador ao invés de um limite de negociação de câmbio regulamentado. Estes mercados não foram muito populares por causa dos riscos que ambas as partes encaram caso a outra parte falha para honrar o contrato. Nunca foram parte da Bolsa de Valores desde que foram vistos como “não oficial”.

Par: (1) Valor nominal de um título ou instrumento.(2) Valor oficial de uma moeda.

Paridades: (1) Valor de uma moeda face a outra. (2) Giria de negociantes de câmbio estrangeiro para o seu preço é o preço correto de mercado. (3) Taxas oficiais em termos de SDR (special drawing right) ou outra moeda fixa.

Paridade de poder aquisitivo: Modelo de determinação da taxa de câmbio afirmando que o preço de um bem num país deve igualar o preço do mesmo bem noutro país depois de ajustamento das mudanças no preço devido à mudança na taxa de câmbio. Também conhecido como a lei de um único preço.

Pip: Ver ponto (0.0001 de uma unidade).

Placa de reserva federal: Apontada pelos presidente dos Estados Unidos por 14 anos, um dos quais é marcado por quatro anos como presidente.

Política Fiscal: Uso da taxação como uma ferramenta de implementação de uma política monetária.

Ponto: (1) Centésima parte de percentagem, normalmente 10,000 de qualquer taxa local. Movimentos de taxa de câmbio são normalmente em termos de pontos. (2) Um por cento numa taxa de juro por exemplo a partir de 8-9%. (3) Flutuação mínima ou o mais pequeno aumento de movimento de preços.

Ponto de base: Um por cento de um por cento.

Ponto de Equílibrio: O preço de um instrumento financeiro em que o comprador da opção recupera o premium, significando que faz nem uma perda, nem um ganho. No caso da opção de chamada, pontos de equílibrio é o preço de exercício mais o prémio.

Ponto de fuga: No mercado de opções, desfazer uma conversão ou uma reversão para restaurar a opção do comprador na sua posição original.

Pontos de avanço: Diferencial da taxa de juro entre duas moedas expressas em pontos de taxa de câmbio. Os pontos de avanços são adicionados ou subtraídos a partir da taxa local para dar o avanço ou abertamente dependendo se a moeda é em avanço premium ou desconto.

Posição: Exposição reticulada numa dada moeda. Uma posição pode ser plana ou quadrada (sem exposição), longa (mais moeda comprada do que vendida) ou curta (mais moeda vendida do que comprada).

Posição aberta: Qualquer negócio que não foi estabelecido por pagamento físico ou revertido por um negócio igual ou oposto pelo mesmo valor de data. Pode ser denominados como alto risco, proposição de retorno elevado.

Posição estrangeira: Significa uma posição por baixo da qual uma parte concorda comprar de ou vender para outra parte uma quantia concordada de moeda estrangeira.

Posição Fechada: Uma transação que deixa a troca comercial com um compromisso em rede de zero para o mercado respeitante a uma moeda particular.

Preço base: O preço expresso em termos da maturidade do rendimento ou taxa anual de retorno.

Preço de exercício: O preço na qual uma opção pode ser exercida. | O preço em que um portador de opção pode comprar ou vender o instrumento subjacente.

Preço de oferta: Oferta é o preço mais elevado que o vendedor está a oferecer para a moeda particular a dado momento; a diferença entre o pedido e o preço de oferta é o spread. Juntos, os dois preços constituem uma cotação; a diferença entre os dois é o spread. O spread de oferta-pedido é afirmado como um custo de percentagem de transacionar na troca estrangeira.

Preço mínimo: Preço mínimo aceitável para o comprador.

Prémio: (1) Quantia pela qual uma taxa de avanço excede uma taxa local. (2) A quantia pela qual o preço de mercado de uma obrigação excede o seu valor de paridade. (3) Opções, o preço por colocação ou chamada comprador tem de pagar a um vendedor de colocação ou de chamada para um contrato de opção. (4) A margem paga acima do nível de preço normal.

Prémio de risco: Soma adicional pagável ou retorno para compensar uma parte de adotar um risco particular.

Principais indicadores: Estatísticas que são consideradas para preceder mudanças na taxa de crescimento económico e a atividade negocial total, exemplo ordens de fábrica.

Provocador de preços em alta: Pessoa que acredita que os preços subirão.

Realização de lucros: Desenrolar de uma posição para realizar lucros.

Reavaliação: Aumento na taxa de câmbio de uma moeda como resultado de uma ação oficial.

Recessão: Declínio na atividade negocial. Frequentemente definida como dois quartos consecutivos com uma queda real no Produto Interno Bruto.

Reserva: Fundos mantidos contra contingências futuras, normalmente uma combinação de moeda estrangeira convertível, ouro, e Special Drawing Rights. Reservas oficiais são para garantir que um governo pode encontrar obrigatoriedades de prazos próximos. São um ativo na balança de pagamentos.

Reservas livres: Reservas totais suportadas por um banco menos as requeridas pela autoridade.

Resistência: Nível de preço em que a venda é esperada para ter lugar.

Responsabilidade: Em termos de câmbio estrangeiro, trata-se da obrigação de entregar uma contra parte uma quantia quer no que diz respeito a um balanço de exploração numa data futura especificada ou no que diz respeito de uma não amadurecida transação local ou a prazo.

Retirada de Cobertura a prazo: Contratos a prazo para proteger contra movimentos na taxa de cãmbio.

Reuter Dealing: Sistema baseado em ecrã que esteve em operação desde o ínicio dos anos 80. Agora tem uma melhoria opcional correspondente conhecida por Dealing 2000-2.

Risco da taxa de câmbio: Perda potencial que poderia ser incorrida a partir de um movimento adverso de taxas de câmbio.

Riscos: Há riscos associados com qualquer mercado. Significa varição dos retornos e a possibilidade que o verdadeiro retorno pode não estar na linha com os retornos esperados. Os riscos associados com o comércio de moedas estrangeiras são: mercado câmbio, taxas de juro, curva de rendimentos, volatibilidade, liquidez, venda forçada. Contraparte, crédito, e risco-país.

Riscos de contraparte: Os instrumentos de Câmbio Interbancário de moeda estrangeira (FOREX) são Posições (Compra e/ou vende) entre o cliente e o sua contraparte e os improváveis negociados em bolsa intrumentos de câmbio estrangeiros que são, com efeito, garantidos por uma organização de compensação. Assim, quando o cliente adquire um instrumento de câmbio estrangeiro OTC (Over the counter, abertamente), depende de uma contraparte a partir da qual comprou o instrumento para preencher o contrato. Falha de uma contraparte para preencher uma posição podia resultar em perdas de algum pagamento prévio feito nos termos para as posições como também a perda do benefício esperado da transação.

Risco de crédito: O risco de um devedor não repagar, mais especificamente o risco que a contraparte não tem a moeda prometida para ser entregue.

Risco de entrega: Termo para descrever o momento em que uma contraparte não será capaz de completar o seu lado do acordo. O risco é muito alto no caso das transações em aberto onde não não há permuta, que pode ficar como garantia para a troca comercial entre as duas partes do contrato.

Risco marginal: O risco de um cliente ir à falência depois de entrar num contrato a prazo. Perante tal sucedido o emitente deve chegar ao compromisso correndo o risco de ter de pagar o movimento marginal no contrato.

Risco político: O potencial para perdas que surgem de uma mudança na política governativa ou relacionada com o risco de expropriação (nacionalização pelo governo).

Riscos de país: Fatores que afetam o comércio de moeda unicamente específicos de um dado país, incluindo políticos, regulamentares, legais e riscos de feriado.

Rolling over: Substituição de uma opção longínqua por uma opção próxima do mesmo stock subjacente ao mesmo preço de exercício.

Rollover: Quando a liquidação de um acordo é transitado para outro valor de dados na taxa de juro diferencial de duas moedas exemplo: o dia seguinte.

Sistema de reserva federal: Sistema de central bancária dos Estados Unidos compreendendo doze bancos de reservas federais controlando doze distritos sob a placa de reserva federal. A filiação do fundo federal é obrigatória para os bancos licenciados pelo Comptroller da moeda e opcional pelos bancos estadualmente licenciados.

SITC: Standard International Trade Classification (Classificação Padrão de negociação). Um sistema para reportar estatísticas comerciais de uma maneira comum.

Sobreaquecida (Economia): É uma economia numa elevada taxa de crescimento substituindo a pressão na capacidade de produção resultando numa inflação aumentada e taxas de juro elevadas.

SOFFEX: Swiss Options and Financial Futures Exchange Operações Suíças e câmbio financeiro a prazo. Sistema totalmente automatizado e integrado de negociação e compensação.

Soft Market: Mercado com mais potenciais vendedores que comprados, que cria um ambiente onde são prováveis as rápidas quedas de preço.

Spot Next: Swap de um período noturno dos dados para o dia útil seguinte.

Spot Price / Rate: Price em que a moeda é correntemente negociada no mercado local.

Spread: (1) A diferença entre a oferta e o preço pedido de uma moeda. (2) A diferença entre o preço de dois contratos a prazo relacionados. (3) Para transações de opções, envolvendo duas ou mais séries de opções na mesma moeda subjacente.

Spread borboleta: (1) Um futuro spread borboleta é um spread comercial em que múltiplos meses a prazo são comercializados simultaneamente num diferencial. O comércio basicamente consiste em duas transações a prazo de spread com três ou quatro meses de operações a prazo num diferencial.(2) Uma opção de spread borboleta é uma combinação de spread comercial alto e baixo em que multíplas opções de meses e preços de exercício são comercializados simultaneamente num diferencial.

Stop Loss Order: Ordem dada para garantir que, uma moeda deve enfraquecer por uma certa percentagem, uma posição curta será cobrada apesar de isso envolver suportar uma perda. Realizar ordens de lucros são menos comuns.

Stop Out Price: Termo americano, para o preço mais baixo aceite para Títulos de Tesouro em leilão.

Straddle: Aquisição/venda simultânea de vendas das opções tanto de colocação como de chamada para a mesma ação, preço de exercício e data de expiração.

Strip: Combinação de duas colocações e uma chamada.

Subavaliação: Taxa de câmbio que é normalmente considerada para ser subavaliada quando está abaixo da paridade do poder de aquisição.

Swap: Aquisição e venda simultânea da mesma quantia de uma dada moeda para duas datas diferentes, contra a venda e aquisição de outra. Uma swap pode ser uma swap contra uma forward. Essencialmente, swapping é de algum modo similar ao empréstimo de uma moeda e outra para o mesmo período. Contudo qualquer taxa de retorno ou custo de fundos está expressa no preço diferencial entre os dois lados da transação.

Swift: Society for Worldwide Inter-bank Financial Telecommunication Sociedade para a telecomunicação interbancária mundial, É um sistema de compensação para negociações internacionais.

Swissy: Gíria de mercado para o Franco Suíço.

T-Bill: Título de tesouro.

Taxa: Preço de uma moeda face a outra. Tem o mesmo significado como as paridades a prazo.

Taxa bancária: Taxa em que uma central bancária está preparada para emprestar dinheiro para o seu sistema bancário doméstico.

Taxa base: Um termo no Reino Unido para a taxa usada pelos bancos para calcular a taxa de interesse para os mutuários. Os mutuários de topo pagarão uma quantia pequena sobre a base.

Taxa Central: Taxas de Câmbio contra a ECU (antiga unidade monetária da União Europeia) adotada para cada moeda dentro das Moedas das pequenas e médias empresas têm movimentação limitada da taxa central de acordo com a banda relevante.

Taxa Cruzada: Uma permuta de taxas entre duas moedas, usualmente construida a partir das taxas de câmbio individuais das duas moedas, como a maioria das moedas são cotadas contra o dólar.

Taxa em aberto: Taxa de avanço de um negócio de câmbio estrangeiro baseado no preço local + desconto/prémio de avanço.

Taxa de avanço: A taxa na qual um contrato de câmbio estrangeiro é exercido hoje para estabelecimento numa futura data especificada que é decidido no tempo de entrar no contrato. Decisão de subtrair ou adicionar pontos é determinada pelo diferencial entre as taxas de depósito para ambas as moedas respeitantes na transação. A moeda base com a taxa de juro mais elevada está descontada para a taxa de juro mais baixa, moeda essa cotada no mercado a prazo. Assim os pontos de avanço são subtraídos da taxa local. Similarmente, a taxa de juro mais baixa pela moeda está a premium, e os pontos de avanços são adicionados à taxa local para obter a taxa de avanço.

Taxa de Câmbio fixa: Taxa oficial estabelecida por autoridades monetárias para uma ou mais moedas. Na prática, mesmo taxas de câmbio fixas são permitidas flutuar entre bandas definidas altas e baixas, levando a intervenção pelo banco central.

Taxa de Câmbio flutuante: Quando o valor da moeda é decidido pelas forças de mercado ditando a procura e o fornecimento dessa moeda particular.

Taxa de desconto: Taxa em que uma conta é descontada. Especificamente refere-se à taxa em que uma central bancária está preparada para descontar certas contas para as instituições financeiras como meios de facilitar a sua liquidez, e é mais precisamente referida como taxa oficial de desconto.

Taxa de Fundo Federal: Taxa de interesse em Fundos federais, é uma taxa de juro a curto prazo proximamente observada como sinaliza a visão das federações como para o estado do fornecimento de dinheiro.

Taxa de venda: Taxa em que um banco está disposto a venderv moeda estrangeira.

Taxa primária: (1) A taxa a partir da qual taxas de empréstimos são calculadas pelos bancos nos Estados Unidos. (2) A taxa de desconto das contas de banco primárias no Reino Unido

Taxas domésticas: Taxas de juro aplicáveis aos depósitos domiciliados no país de origem. Valor e valores podem variar desde Eurodeposits a ver com a taxação e variação das práticas de mercado.

Termos de Negociação: Variação entre os índices de preço de importação e exportação.

Theta: Medida da sensibilidade do preço de uma opção para a mudança no seu tempo para expirar.

Thin Market: Mercado em que o volume de negócios é baixo e em que consequentemente cotas de oferta e procura são largas e a liquidez do instrumento comercializado é baixa.

TIBOR: Taxa oferecida interbancária de Tóquio.

Tick: Mudança mínima no preço, para cima ou para baixo.

Ticket de negociação: Método primário de recordar a informação básica relacionada com a transação.

TIFFE: Câmbio financeiro a prazo internacional de Tóquio.

Tomorrow Next (Tom next): Simultânea compra e venda de uma moeda para entrega no dia seguinte e venda para o dia seguinte ou vice-versa.

Tranche: Porção de um acordo ou financiamento estruturado, especialmente usado para empréstimos do FMI.

Transação: Compra e venda de títulos resultando de uma ordem de execução.

Transação de exposição: Potencial lucro e perda gerado pelas transações de câmbio estrangeiro.

Transferência de Cabo: Transferência telegráfica de fundos (telex) de um centro para outro. Agora sinónimo de transferência interbancária eletrónica de fundos.

Transporte: O custo de juros de títulos de financiamento ou outros instrumentos financeiros mantidos.

Trocas comerciais de base: Tomada de posições opostas no que toca ao capital e futuros mercados com a intenção de lucrar a partir de movimentos favoráveis na base.

União Europeia: O grupo antigamente conhecido como Comunidade Europeia.

Valor de Cupão: Taxa anual de juro de uma obrigação.

Valor de mercado: Valor de mercado de uma posição forex a qualquer momento é o valor da moeda doméstica que poderia ser adquirida e a então taxa de mercado em permuta para a quantia de moeda estrangeira para ser entrega debaixo do contrato forex.

Valorização: Descreve um enfortalecimento da moeda em resposta à procura do mercado ao invés de ação oficial.

Value Spot: Normalmente é a liquidação para dois dias úteis a partir da data em que o contrato é celebrado. Value Today Transaction é executada para o mesmo dia de liquidação: por vezes também referido como “transação em dinheiro”.

Vanilla: Uma opção simples cujos termos e condições não incluem nenhumas previsões que não exercício, estilo, expiração. Para comparar com opções exóticas que têm termos adicionais.

Veja: Expressa a mudança de preço de uma opção para uma mudança de um por cento na volatibilidade implicada.

Velocidade do dinheiro: A velocidade com que o dinheiro circula ou revira na economia. É calculada como a renda nacional anual: stock médio de dinheiro no período.

Volatibilidade: Medida de quantia pela qual um preço de ativo é esperado flutuar durante um dado período. Normalmente medida pela derivação standard anual de mudanças do preço diário (Histórica). Pode ser implicado a partir de preços a prazo, volatibilidade implicada.

World Bank Banco Mundial: Um banco inventado a partir de membros do FMI cuja propósito é assistir ao desenvolvimento dos estados membros fazendo empréstimos quando o capital privado não está disponível.

Z-Certificate (Certificado Z): Certificado emitido pelo banco de Inglaterra para “discount houses” (casas de desconto) no lugar de certificados de stock para facilitar as suas negociações nos títulos de curta datação.

Partners

Português