O índice FTSE 100

O índice FTSE 100

Comece a negociar com o Índice FTSE 100!

Forneça-os os seus dados e explicaremos passo a passo. Receba um Bônus de Boas-vindas

O que significa o “FTSE”? É simple, o FTSE é da Financial Times Stock Exchange. O nome indica que no momento da criação do índice (no início do ano de 1980), havia duas organizações envolvidas, o Financial Times Newspaper Group e a Bolsa de Valores (Stock Exchange em inglês). Hoje, o FTSE 100 é gerenciado pelo grupo FTSE.

Ok, eu entendo o “FTSE”, mas o que significa “100” no nome? O 100 significa, em vez disso, refere-se às 100 maiores empresas listadas na bolsa de valores no Reino Unido, essas empresas também são conhecidas como empresas Blue Chip.

Qual é a função do FTSE 100?

O FTSE 100 é um índice. Fundamentalmente, isso significa que monitora o desempenho dessas 100 empresas como um grupo, em oposição a cada empresa em particular. Um índice financeiro é simplesmente uma maneira eficaz de medir uma seção do mercado de ações em geral.

Por exemplo, o FTSE 100 contém as 100 maiores empresas do Reino Unido por capitalização de mercado, essas empresas são agrupadas e seu valor combinado é monitorado.

Alguns outros exemplos são: o Techmark 100, é um índice, também do Reino Unido, que inclui empresas do setor de tecnologia. O Dow Jones, por exemplo, foi originalmente concebido para empresas do setor de indústria pesada dos Estados Unidos.

Então, os índices, em poucas palavras, são uma maneira de medir o valor médio de um grupo de ações e seu progresso.

Quando o FTSE foi criado, em 1984, foi dado um valor (como uma noção) de 1.000 pontos, esses 1.000 pontos vão descer ou subir, dependendo do desempenho das empresas que fazem parte do índice.

Hoje, o FTSE 100 está em torno de 6.800 pontos, o que significa que, desses 1.000 pontos iniciais, no ano de 1984, atualmente são 6.800, ou seja, as 100 empresas que fazem parte do índice cresceram em torno de 530%. com o passar do tempo.

Quais são alguns dos usos do FTSE 100? Para que são os índices usados?

– Temos índices para ter uma impressão rápida da atividade do mercado, uma impressão rápida, mas precisa, do que as ações estão se movendo, flutuações, movimentos no mercado, etc.

– É realmente útil como referência para os investidores. Digamos que você gerencie carteiras de clientes com ações das empresas Blue Chip (as maiores e mais estáveis ​​empresas) no Reino Unido, obviamente, você quer saber quão bem você está transportando essas carteiras. Normalmente, para conhecer seu desempenho, você compara seu desempenho com o desempenho do índice.

A Bolsa de Valores de Londres:

A Bolsa de Valores de Londres administra vários índices, não apenas o FTSE 100, assim como outras bolsas de valores. Alguns dos mais usados ​​são: FTSE 100, FTSE 250, FTSE 350, FTSE SmallCap, e combinando todos aqueles mencionados, você obtém o FTSE All-Share.

Qual índice você deve usar? O índice que você usa depende do que você deseja tomar como referência. Se, por exemplo, você está investindo em “pequenas empresas” (entenda com pouca capitalização de mercado), também chamadas de “small caps”, então você deve usar o SmallCap Index como referência. Se você está investindo em empresas com uma capitalização de mercado média, também chamada de “mid caps”, então talvez você deva usar o FTSE 250. O índice escolhido depende inteiramente do tipo de ações em que você investe.

Empresas que compõem o FTSE 100

Todas as empresas do FTSE 100 fazem parte do chamado London Main Market (algo como o mercado principal de Londres), o FTSE 100 abrange cerca de 81% do valor total das empresas no UK Main Market, o mercado do Reino Unido.

As seguintes 250 empresas por capitalização bolsista são as chamadas “empresas de capitalização média”, que estão no índice FTSE 250, e cobrem cerca de 15% do total do mercado principal do Reino Unido. Se combinarmos os índices, o FTSE 100 e o FTSE 250, obteremos o índice chamado FTSE 350, que representa cerca de 95% do valor das empresas no mercado do Reino Unido.

HSBC, a maior empresa por capitalização bolsista

O índice FTSE SmallCap é o grupo de empresas que se segue, representam cerca de 2% do mercado. Se combinarmos o FTSE 100, o FTSE 250 e o FTSE SmallCap, obtemos o índice chamado FTSE All-Share.

Há empresas ainda menores, que são pequenos demais para ser incluído em qualquer um dos índices listados acima, estes então, foram misturadas e adicionadas ao índice chamado o FTSE Fledging (Fledging refere-se à nova palavra, algo como Índice FTSE das Empresas Novas), este índice combinado com os anteriores compõem o Main Market (Mercado Principal) do Reino Unido.

Então, como mencionamos anteriormente, o FTSE é composto por 100 empresas, aqui compartilhamos uma lista com as 10 maiores por capitalização de mercado:
– HSBC Holdings (HSBA)
– Royal Dutch Shell (RDSA + RDSB)
– BP (BP)
– British American Tobacco (BATS)
– Rio Tinto (RIO)
– GlaxoSmithKline (GSK)
– AstraZeneca (AZN)
– Diageo (DGE)
– Grupo Vodafone (VOD)
– Glencore (GLEN)

FTSE trading

Este índice apresenta valores que são ajustados ao capital flutuante ou também conhecido como “free-float”. São revistos ​​a cada três meses e o valor é calculado dependendo destas restrições: Participações governamentais Participação a longo prazo dos fundadores da empresa, bem como dos seus familiares Investimentos de outra empresa que faz parte do índice FTSE 100 Cláusulas de limitação na venda de activos O índice FTSE 100 é o índice mais importante do país e o seu nome é um acrónimo que vem de “Financial Times Stock Exchange”, portanto, é uma empresa privada da Bolsa de Valores e do Financial Times.

FTSE mib

Os dados que recebemos da Bolsa de Valores de Londres são geralmente em pence. Mas nas páginas de cada uma das empresas é comum ver o câmbio correspondente às libras esterlinas. Portanto, é importante que saibamos o câmbio. 1 libra esterlina = 100 pence Também é importante saber quando a bolsa de Londres abre e fecha para que, dessa forma, possa controlar melhor os seus investimentos. Abre todos os dias úteis das 9h às 17h30, sempre levando em consideração o fuso horário do país (mesma hora de Portugal Continental).

FTSE 100

Como já dissemos, neste índice encontramos as 100 empresas com maior capital da Grã-Bretanha. Este índice foi calculado em 1984 com uma base de 100 pontos. Hoje, grandes empresas e multinacionais como a Vodafone, Barclays, Unilever, etc. fazem parte deste índice. A maneira de contabilizar os valores do índice FTSE 100 é através da capitalização. O que isto significa? Bem, temos de calcular o preço de cada acção multiplicando-o pelo número de acções no mercado da venda. A primeira sexta-feira a cada três meses é quando esse índice é revisto, o qual, assim como o restante das Bolsas de Valores, também opera de segunda a sexta-feira. Os cálculos são sempre em tempo real, já que as actualizações são feitas a cada 15 segundos.

FTSE 100 histórico

Dentro do FTSE não existe apenas a categoria 100, existem muitos outros índices. Por exemplo: FTSE 250 FTSE 350 FTSE All Share Etc. O índice FTSE 100 também actua como um subjacente de instrumentos derivativos. Portanto, é um activo de referência altamente consultado e muito útil para gestores de fundos.

FTSE 100 companies

Os valores representados neste índice têm entre 70 e 80% do mercado da Bolsa de Valores de Londres porque, como dissemos, é composto pelas 100 empresas com maior capitalização. A revisão deste índice é feita em Março, Junho, Setembro e Dezembro. Embora não seja o mais amplo de todo o mercado (como, por exemplo, o All Share), o FTSE 100 é o mais usado para controlar melhor o mercado de acções.

FTSE 100 cotação

Se quiser conhecer melhor a cotação do FTSE 100, entre em contacto connosco. Somos correctores profissionais que irão ajudá-lo e aconselhá-lo em tudo que precisa para tornar o seu investimento rentável. Lembre-se que algumas das empresas que operam no FTSE 100 são o Lloyds, o Banking Group, a Vodafone, o Barclays, o Rolls-Royce Group, entre outras.

Partners

O índice FTSE 100
Rate this post
Português